Cachorro feliz

Como fazer seu cachorro feliz?

Cuide para que o seu melhor amigo tenha uma vida alegre.

Para deixar o seu cachorro feliz você deve fornecer muito mais do que atenção. É preciso que você cuide de sua saúde, de seu bem-estar e do ambiente em que ele vive. Por isso, separamos as principais questões sobre alimentação, higiene, passeios e vacinação.

Alimentação

Alguns cuidados básicos podem fazer com que o momento de alimentação deixe o seu cachorro feliz. Conheça cinco deles:

1. Fique atento a quantidade

Sempre leia na embalagem da ração a quantidade diária correta de acordo com a idade e o peso do cachorro, e escolha sempre uma ração adequada à idade do cão (filhote, adulto ou idoso). Isso evitará o sobrepeso do animal.

2. Proporcione um ambiente tranquilo

Separe um lugar da casa que seja calmo, para que seu cachorro se sinta relaxado e coma com calma. No entanto, acostume-o a ter a comida manuseada por você e pelos outros membros da casa para não incentivar uma possessividade.

3. Não exercite seu cachorro logo depois de comer

Assim como os humanos, os pets precisam de um tempo para a digestão antes de realizar qualquer atividade física. Então, espere, pelo menos, de 30 minutos a 1 hora depois dele acabar de comer pra poder passear com ele ou brincar com ele.

4. Não dê a sua própria comida ao cachorro

Essa prática cria um comportamento negativo no seu pet, pois toda vez que você comer algo, ele pedirá por um pedacinho. Além disso, a nossa comida não contém os nutrientes específicos que os cães precisam e, em alguns casos, pode ser tóxica para eles.

5. Escolha o potinho adequado

Vá ao pet shop e compre um recipiente tenha o tamanho e a profundidade adequados ao tipo físico do seu cão. Cachorros de focinho achatado devem comer e beber em potes mais rasos, enquanto cães de focinho comprido devem comer e beber em potes estreitos e fundos.

 
Higiene

Você deve manter a higiene do seu cachorro não só por questões estéticas, mas também pela saúde dele. Alguns dos principais cuidados são:

  • dê banho semanais. Escolha um shampoo adequado e lembre de secar bem os pelos para evitar problemas de pele, propícios em muitas raças;
  • corte as unhas do seu cachorro. Quando grandes, elas podem machucar seriamente as patinhas do animal;
  • tosas regulares e escovação deixarão o pelo do animal muito mais saudável. Se seu cachorro já tem pelo curto, escovar regularmente já é suficiente;
  • limpe os olhos do seu pet usando algodão ou gaze com soro fisiológico quando a área estiver com alguma secreção;
  • realize uma limpeza externa durante a semana, com algodão e uma substância específica para isso. Caso você perceba um forte odor, leve-o ao veterinário;
  • escove os dentes do animal para prevenir doenças como gengivite e periodontite;
  • para finalizar, limpe também os brinquedos, utensílios que seu cachorro usa para tomar água e fazer as refeições e o ambiente como um todo.

Passeio

O passeio controla o peso, aumenta a massa muscular, previne problemas nas articulações, controla também o índice glicêmico, condiciona um bom preparo físico e apura a audição e o olfato. Porém, você deve ter alguns para garantir o bem-estar do seu pet:

  • escolha dias mais frescos, com preferências pela manhã ou final da tarde, sob a sombra;
  • não esqueça da coleira ou de um peitoral bem confortável e do tamanho correto;
  • leve uma garrafinha de água fresca para deixar seu cachorro feliz e hidratado;
  • não escolha um espaço aberto ou parque para as primeiras saídas. Comece com uma estreita calçada, bem resguardada de cada lado;
  • no caso de cachorros jovens, não coloque a guia ou algo do gênero já de cara, mas apenas encoraje-o a seguir em sua direção, providencie para que não haja distrações;
  • pendure a coleira em algum lugar da casa e a experimente algumas vezes no cãozinho para que ele se acostume;
  • por fim, sempre leve sacolinhas para recolher as fezes e depois descartá-las em locais corretos.

Vacinação

As vacinas devem ser aplicadas, por um veterinário, desde os primeiros 30 dias de vida do cachorro com o uso do vermífugo. Com 40 dias de vida, eles recebem a aplicação da primeira dose de v8 ou v10 e anti-pugas. Após 60 dias do nascimento, vem a vacina contra a tosse e, com 120 dias de vida, tem-se a vacina anti-rábica. Durante esse calendário de vacinação há a repetição da dose de algumas delas, é o caso da v8 e v10, tosse e anti-rábica. É preciso ficar bem atento em relação a isso. 

Caso um cachorro adulto não tenha recebido as vacinas necessárias, o procedimento é um pouco diferente. Eles receberão três doses das vacinas polivalentes v8 ou v10 e uma da anti-rábica. O mesmo serve para cachorro que não se sabe a procedência e se ele já foi vacinado, é o caso dos animais adotados da rua, por exemplo. 

Qual a função das vacinas v8 e v10?

Elas protegem os cães de sete doenças consideradas graves: cinomose , hepatite infecciosa canina, parvovirose, leptospirose, adenovirose, coronavirose e parainfluenza canina.

Dicas para a vacinação

  1. Aplique a vacina em um local onde o cachorro se sinta confortável. A sua própria casa pode ser uma opção. Converse com seu veterinário sobre essa opção;
  2. Se o animal for calmo e manso, basta colocar um guia nele. Se o animal for agressivo, é importante que ele esteja de focinheira. 
  3. Após a vacinação, é normal que o cachorro tenha uma mudança comportamental. Se em 24h ele não voltar ao normal, leve-o ao veterinário.
  4. Se você perceber algum sinal de doença no seu pet, ele não pode ser vacinado. Isso porque sua imunidade está baixa e a vacina pode prejudica-lo ainda mais.

Demonstrar que você o ama e se preocupa, sem dúvida, o deixará seu cachorro feliz. Essa matéria te ajudou? Deixe-nos um comentário.

Por favor, siga-nos e curta-nos
0

4 thoughts to “Como fazer seu cachorro feliz?”

    1. Olá Mari! Aqui vai algumas dicas para conseguir descobrir a idade do seu cão através dos dentes:
      De um ano e meio de vida até aos dois anos e meio: podemos verificar um desgaste dos incisivos centrais inferiores, que começam a apresentar uma forma mais quadrada.
      Dos 3 aos quatro anos e meio: veremos que os 6 incisivos inferiores estão agora quadrados, principalmente devido ao desgaste.
      Dos 4 aos 6 anos de vida: o desgaste dos incisivos superiores será evidente. Esta fase corresponde aos anos prévios à velhice.
      A partir dos 6 anos de vida: vai se observar um maior desgaste de todos os dentes, existirá uma maior quantidade de placa bacteriana (conhecida por tártaro) e os caninos passam a ser mais quadrados e menos pontiagudos. Também pode perder alguns dentes mas isso dependerá principalmente da alimentação do cachorro e do estilo de vida que tenha. A partir deste momento, o cachorro se prepara para entrar na velhice que começa por volta dos 7 anos de vida.

      Assim que possível faremos uma matéria completa falando sobre esse assunto, fique ligada! 😉

  1. Perfeito! Amei as dicas ❤❤❤

    Tenho dois cachorros e alimento eles sempre no mesmo horário, e outra dica para complementar a primeira é usar ração que não contenha corantes.

    Sobre as vacinas V8 e V10, confesso que não fui informada pelo meu veterinário, obrigado pela informação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *