bigode de gato

Entenda a importância do bigode de gato

Muitas pessoas, principalmente em médias e grandes cidades, moram sozinhas em prédios. Nesse quadro, tem sido cada vez mais comum a adoção de um animal doméstico como uma companhia. Dessa forma, ganham destaque os charmosos e temperamentais felinos, bichinhos perfeitos como pets de apartamento. Se você tem um deles, é bom que conheça um pouco sobre a relevante utilidade do bigode de gato.

Já parou para pensar nisso? Esses pelos especiais não são simplesmente decorativos, muito pelo contrário. Eles servem como sensores de acontecimentos externos que podem exigir uma reação. Por exemplo: quando um predador, como um cão bem maior, está por perto.

Outra função desses fios são ajudar o gatinho a entender a sua localização. Isso porque o bigode de gato desempenha um papel parecido com o tato e o olfato. Desse modo, em ambientes com pouca ou nenhuma luz, esses animais usam esses pelos como os navegadores fazem com a bússola. Isso mesmo! São partes do corpo que operam como antenas para transmitir a posição espacial, o que protege os bichanos de possíveis ameaças e até mesmo acidentes.

Como sabemos que é frequente cuidar dos pets como filhos, temos a certeza de que você só quer o melhor para ele, certo? Nesse sentido, é essencial ficar de olho em informações que possam interferir na saúde e no bem-estar do animal. Quer saber mais? Então veja neste post dicas incríveis sobre a importância do bigode de gato. Confira!

Radar para caça e fuga

Embora haja muitos bichanos vivendo em apartamentos, os felinos gostam de sair sozinhos para passeios. Quando eles perdem esse filamentos tão estratégicos para o organismo, essa caminhada solitária pode se transformar em uma aventura perigosa.

Afinal, são esses fios aparentemente inúteis que vão passar para o bicho dados sobre ameaças durante o trajeto: carros, outros animais maiores, gatos agressivos, humanos etc. Devido a essa significativa atribuição protetora, esses pelos são mais firmes e fortes do que os do restante do corpo. Desse jeito, a chuva, o vento intenso e os deslocamentos em alta velocidade não são capazes de rompê-los, já que são muito resistentes.

Percepção de perigos no escuro

Vale lembrar que a visão não é muito desenvolvida nesses pets. Dessa forma, eles geralmente não veem pessoas nem objetos que estejam à distância superior a 30 centímetros deles. Essa deficiência é ainda mais aguda quando há pouca ou nenhuma luz. Para compensar essa falha na habilidade cognitiva, o bigode de gato entra em ação: ele é projetado para frente, capta estímulos e cria imagens tridimensionais no cérebro do pet.

Por esse motivo, os gatos costumam ter entre 8 e 12 fileiras desses pelos especiais, que ficam na parte superior da boquinha, nas bochechas, no queixo e até mesmo sobre os olhos. Enquanto os bigodes de cima fazem movimentos involuntários, os de baixo são comandados pelo gatinho e têm a serventia de perceber objetos e seres vivos com mais exatidão.

Demonstração das condições de humor

Além de assimilar fatos de fora, o bigode de gato também funciona para ele próprio se comunicar. Ou seja, dá para entender o estado de humor do seu bichano conforme ele mexer essas pestanas.

Quando esses pelos estiverem rente à cabeça, significa que o felino está calmo e se sentindo seguro. Nesse caso, ele pode ficar tão relaxado que talvez até resolva ronronar.

Por outro lado, bigodes para frente sinalizam tensão, agressividade ou a desconfiança de que há algo perigoso por perto. Na contramão disso, quando os pelos ficam deslocados para trás, o gato geralmente está demonstrando insegurança e medo.

Um felino que sai na rua sem o dono, se tiver seus bigodes completamente removidos, provavelmente terá dificuldades de conhecer qual é o seu posicionamento e, assim, poderá ter problemas para voltar para o lar. Já os animais totalmente domésticos, que nunca saem de casa, talvez não sintam tanta falta desses fios. De qualquer forma, o melhor é não cortar.

Como você já deve ter percebido, o bigode de gato é muito mais do que um enfeite para deixá-lo cheio de charme e fofura. Esses fios são cruciais para ajudar na orientação espacial, para fugir dos riscos e até mesmo para revelar seus sentimentos.

Além de não ser nada indicado cortar esses pelos, os donos jamais devem puxá-los, o que causa imensa dor. E você? Quer aprender mais coisas para deixar seu gatinho contente? Então veja nosso post sobre fontes de água corrente e frescas para gatos!

349 Partilhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *