Gatos vs pepinos

Gatos versus pepinos: o que acontece?

Memes, vídeos e gifs com o tema gatos versus pepinos têm feito um tremendo sucesso na internet nos últimos anos. Nessas imagens, diversos donos de felinos registram uma enorme repulsão desses bichos ao alimento.

O mais irônico, porém, é que essa inocente brincadeira pode virar um verdadeiro pepino na sua vida. Ou seja, trata-se de um passatempo com chances de se tornar um problema grave. Isso mesmo!

Ao contrário do comportamento dos cães, os gatos costumam ser calmos e contidos. Dessa forma, vê-los perder o controle pode até parecer engraçado em um primeiro momento.

No entanto, quem trata o pet como filho certamente vai querer saber: essa pegadinha pode fazer mal? Ficou com curiosidade em descobrir esse mistério? Então leia nosso post e saiba de uma vez por todas quais são os segredos por trás do mito gatos versus pepinos. Acompanhe!

Influência do imprevisível

Os bichanos são parentes próximos dos leões e carregam um instituto predador muito forte. Desse modo, eles têm como característica uma reação rápida diante de situações inesperadas. Essa velocidade de resposta é ainda maior se houver fatores de risco.

Sendo assim, em algumas circunstâncias, um gato doméstico pode se comportar como um animal selvagem, tomando condutas impulsivas e supostamente exageradas.

Nesse contexto, muitos estímulos são capazes de despertar esse lado mais feroz de um gatinho. É o caso de luzes piscantes, de uma caneta com laser, de brinquedos que fazem ruídos em volumes muito altos etc.

Diante disso, há uma linha de explicação que dá conta de que o problema não seria o pepino. A causa dessa inusitada atitude seria mesmo a instabilidade de um acontecimento que não é familiar.

Desse modo, o mesmo jeito de agir seria verificado se, em vez desse alimento, o dono utilizasse cenoura, abacaxi ou um objeto de plástico. Muitas dessas pegadinhas são praticadas no momento em que os felinos estão fazendo as refeições.

Assim como os seres humanos, quando os gatos se alimentam, eles entram num estado de relaxamento. Com isso, eles se tornam mais suscetíveis a fatos muito diferentes de suas rotinas. Essa seria uma das explicações para a lenda gatos versus pepinos.

Semelhança com as cobras

Uma outra teoria para esclarecer a causa dessa bizarra maneira de se portar seria o fato de o pepino ser muito parecido com as cobras. Segundo essa vertente, a ação desesperada do bicho seria uma forma de defesa, uma vez que a iguaria tem o mesmo formato do réptil. Sem falar nas espécies de víboras que apresentam a coloração esverdeada, assim como o fruto.

Por isso, ao invés de ser uma conduta que mereça chacota, esse proceder é sinal de saúde, inteligência e perspicácia. Afinal, uma serpente venenosa é capaz de matar até mesmo um ser humano adulto, dependendo da potência da peçonha.

Outro fator a ser considerado é que, na maior parte dos casos, o truque acaba sendo feito pelas costas do animal. No entanto, os felinos usam os bigodes de gato para perceber as ameaças ao redor.

Desse modo, a surpresa e a impossibilidade de sentir “o cheiro” do risco provocam esses saltos enormes.

Possíveis danos

O jogo gatos versus pepinos pode parecer divertido à primeira vista e até mesmo inofensivo. Ocorre, porém, que a repetição desse truque leva o animal ao estresse. Uma possibilidade bem comum é o pet associar o lugar onde o episódio acontece a uma ameaça.

Como resultado, ele pode não se sentir mais confortável nesse espaço. Afora isso, outro risco é o gatinho passar a enxergar a pessoa que fez a pegadinha como um animal perigoso. Nesse contexto, o autor da brincadeira pode sair arranhado, literalmente. Afinal, o instinto felino não tem hora para despertar.

Outra consequência do truque gatos versus pepinos são as mudanças nos hábitos. Estressados e ansiosos, os bichos podem urinar fora da caixinha de areia, evitar humanos e ingerir objetos não comestíveis, como meias ou brincos.

Nessa situação, também há chances de eles desenvolverem TEPT (Transtorno do Estresse Pós-traumático). Quando ameaçados, os gatinhos também costumam deixar de beber água e de comer. Em casos mais graves, eles têm vômitos e diarreia.

Como você deve ter percebido, a lenda gatos versus pepinos não tem muita graça para o pet. Sendo assim, nada melhor do que se colocar no lugar do animal e, como ser mais evoluído, evitar tal constrangimento.

Afinal, você não vai querer seu bebê perturbado e deprimido, não é mesmo? Quer saber mais sobre o fantástico mundo dos felinos? Então leia também o artigo sobre “Por que os gatos ronronam!”.

Por favor, siga-nos e curta-nos
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *