pet friendly

O que é pet friendly?

Quem ama bichos e sonha em ter o próprio negócio deve pensar em aliar uma paixão à outra. Afinal, nada melhor do que conquistar a independência financeira e, ao mesmo tempo, ficar pertinho dos nossos queridos amigos peludos, não é mesmo? Nesse contexto, a expressão pet friendly pode trazer muitas respostas para seus desejos.

Assim como você, muitos brasileiros são loucos pelos animais e os tratam como membros da família. Isso mesmo! E o melhor disso é que todo esse amor pode se transformar em um negócio bastante lucrativo.

Apesar de ser recente no nosso país, esse termo já vem ganhando espaço em muitos estabelecimentos comerciais. Mas, afinal de contas, o que isso significa? Um empreendimento é pet friendly quando permite que os donos frequentem esse lugar na companhia de seus filhos de quatro patas.

Na tradução literal, essa locução significa “amigo dos animais”. Por isso, uma lanchonete ou sorveteria pet friendly, por exemplo, é aquela que permite a entrada dos bichinhos! Mais do que isso, são locais que também oferecem produtos e serviços para eles. Quer saber mais? Então veja neste post dicas interessantes sobre essa novidade!

Entenda o conceito

Foi-se o tempo em que o animal de estimação era criado apenas no quintal das casas. Cada vez mais, tem sido comum encontrar tutores que veem os pets como verdadeiros filhos. Tanto é assim que pesquisas apontam que os lares brasileiros somam mais cachorros do que crianças.

Empreendedores visionários já perceberam que, em um futuro próximo, a aceitação ou recusa dos bichinhos será o fiel da balança para a tomada de decisão dos consumidores. Isso porque os donos querem ir a hotéis, padarias, restaurantes, lojas e lanchonetes na companhia de seus amiguinhos.

Vale lembrar ainda que esse ramo é muito promissor. A Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação) estima que o mercado de bichos de estimação tenha movimentado R$ 18,9 bilhões em um ano.

E não é só isso: um levantamento do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) chegou à conclusão de que 61% dos brasileiros enxergam seus pets como integrantes da família. E mais: 62% deles desejam que o bichinho participe mais de suas rotinas.

É justamente aí que entra a concepção de pet friendly. As pessoas têm vontade de encontrar mais lugares onde possam levar seus cães, gatos e afins. Diante dessa demanda, além de autorizar a entrada dos peludos, muitos empresários têm aproveitado todo esse afeto para aumentar as vendas com produtos para pet shops. Desse modo, um comércio pet friendly abre as portas para o animal, mas também o considera um cliente!

Conheça a origem do termo

O vocábulo pet friendly teria surgido na Itália, em Nápoles, em uma sorveteria que ficava muito perto de um museu canino. Por causa disso, era muito comum os clientes desse estabelecimento pedirem para entrar com seus cachorrinhos.

As solicitações eram tão volumosas que os empresários do local, em 2014, decidiram oficializar essa característica. Desse modo, esses empreendedores decidiram aproveitar a oportunidade e criaram sorvetes especiais para os amigos de quatro patas. Afinal, doces que os humanos consomem não fazem bem para eles.

Essa ideia fez tanto sucesso que se espalhou pelo mundo. Assim, começaram a aparecer muitos estabelecimentos com esse perfil: pousadas, restaurantes e até shoppings.

Veja como abrir um negócio pet friendly

Como já dissemos, um negócio pet friendly deve ir além de simplesmente tolerar os animais. Quem já está no ramo, pode inovar no pet shop abrindo áreas interativas para as pessoas relaxarem na companhia dos peludos.

Sendo assim, uma dica interessante é ter um espaço para festas de aniversário pet, no qual humanos e bichos possam se sentir confortáveis e se divertirem. Por que não um banho e tosa ao lado de uma livraria? Assim, enquanto esperam seus amiguinhos ficarem prontos, os clientes conseguem se entreter.

Se for apostar no segmento alimentício, uma boa dica é se lembrar de incluir no cardápio delícias que o pet pode comer. Sorvetes de iogurte sem lactose são ótimos para os cachorros. O mesmo vale para gelatinas, bolos e cookies especiais para eles.

Nesse universo, tem até coxinha adaptada para os cães. Veja algumas dicas básicas para realmente ter um estabelecimento pet friendly:

vasilhas de água: mantenha potinhos com água fresquinha para cada pet que entrar no seu negócio;

colchonetes: almofadas, caminhas ou colchonetes são ótimos para dar um ar de aconchego e acolhimento;

menu especial: não perca a chance de ampliar as vendas com alimentos apropriados para os bichinhos;

ganchos: instale ganchos nas paredes ou nas mesas para que os donos possam amarrar a coleira enquanto se divertem. Desse modo, eles desfrutarão de seus serviços mais relaxados, sem a preocupação de o animal escapar.

Como você pôde notar, o mundo pet friendly é muito mais colorido e divertido do que o convencional. É ou não a sua cara? Assim, você entra para um setor com muito potencial de retorno financeiro e que, ao mesmo tempo, vai tornar a rotina de trabalho uma delícia.

Quer saber mais sobre investimentos nesse mercado? Então leia também nosso post sobre como montar um pet shop virtual.

Por favor, siga-nos e curta-nos
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *