mesa com brinquedos para pet

Mercado pet: veja 5 razões para investir!

O mercado pet cresceu 13,5% em 2020, na contramão dos demais setores, que vêm sofrendo com a crise econômica gerada pela Covid-19. Assim, a área de animais domésticos completou mais um ano positivo, faturando R$ 40 bilhões em território nacional no primeiro trimestre do ano passado.

Essa é uma estimativa do Instituto Pet Brasil e compara o desempenho do período com igual intervalo do ano anterior (2019). Nessa elevação, os alimentos e medicamentos tiveram destaque. Nesse contexto, não se pode negar o quanto o nicho é promissor para quem pensa em investir em uma loja ou clínica.

No entanto, diversos brasileiros que sonham com negócios próprios ainda se perguntam: o que é o mercado pet na prática? Bom, podemos dizer com certeza de que se trata de um campo muito forte da economia. Afinal, os donos fazem de tudo para ver seus amados bichinhos contentes e saudáveis.

Assim, você pode vender praticamente qualquer coisa para esse público: serviços veterinários, adestramento, banho e tosa, ração, remédios, acessórios etc. Anda pensando em entrar para o mercado pet? Então venha com a gente e confira 5 motivos para seguir em frente!

1. Grande demanda movimenta o setor

Para se ter uma ideia, 44% dos lares brasileiros tinham pelo menos um bichinho de estimação para ser cuidado e alimentado há três anos. Dessa forma, nosso país se tornou um dos maiores consumidores de artigos pet, atrás apenas da China e dos Estados Unidos.

Esses cálculos são da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação) e fazem referência a 2018. Contudo, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresenta números ainda mais animadores.

Afinal, de acordo com o órgão, 46,1% das casas em nosso país contavam com pelo menos um cachorrinho em 2019. Em números absolutos, segundo o IBGE, 47,9 milhões de residências têm cães e gatos. Assim, esse cenário contribui para favorecer o mercado pet.

2. Brasileiros estão gastando mais com o animal doméstico

Mesmo em plena pandemia, uma pesquisa feita pela plataforma de gestão financeira Guiabolso mostrou um aumento de quase 10% nos gastos com pets entre seus clientes. Esse crescimento foi percebido na comparação entre os dados de 2020 com os de 2019.

Ou seja, além de não cortarem as despesas com seus queridinhos filhos de quatro patas, os consumidores passaram a gastar mais com eles. O banco digital Nubank também demonstrou números positivos para o mercado pet. Segundo a instituição financeira online, o público que compra itens pet — entre o universo de clientes do Nubank — avançou espantosos 73,1% no confrontamento entre 2019 e 2020.

No entanto, apesar de a área ser realmente muito promissora, é preciso se preparar para ter vendas online e serviços de delivery, já que o público aprecia cada vez mais o conforto da internet.

3. Inovação é bem-aceita no mercado pet

Outro motivo para investir neste segmento é a facilidade com que o público aceita as inovações. Desse modo, até mesmo as ideias mais extravagantes encontram seus fãs, o que permite criar estímulos de vendas com pouco risco.

Há 20 ou 30 anos, por exemplo, talvez seria inimaginável pensar em hotéis e creches para cães e gatos. Porém, atualmente essa já é uma realidade. Além disso, podemos dizer o mesmo do adestramento e dos serviços de dog walker, aqueles profissionais que levam os cachorrinhos para os passeios que eles tanto amam. Em outras palavras, os clientes têm demonstrado muito interesse nos serviços inovadores.

Na mesma linha de raciocínio, o petmóvel de banho e tosa também ganhou o gosto do público, fazendo bastante sucesso. Ou seja, nesse ramo existe bastante espaço para fazer uma gestão de petshop mais ousada e com maior chance de lucros.

4. Pandemia vem estimulando a adoção de animais

Quer mais um motivo para investir no mercado pet? Então saiba que a adoção de cães e gatos está crescendo com o isolamento social imposto pela Covid-19.

Muitas pessoas resolveram levar para casa bichinhos fofos para espantar a solidão e reduzir o estresse gerado pelo novo coronavírus. Segundo o Nubank, houve aumento de 20% na quantidade de clientes que passaram a gastar com mercadorias e serviços para os peludos. São pessoas que, em 2019, não compraram nada ligado ao setor, mas mudaram de comportamento em 2020. Por esse motivo, o segmento ganha mais fôlego, mesmo na crise.

5. Variedade de nichos facilita o ingresso no mercado pet

O mercado pet tem uma concorrência alta, mas também muitos nichos para serem explorados. Para se ter uma ideia, somente nas vertentes já consagradas, podemos destacar alimentação, serviços, vendas dos próprios animais, acessórios, roupinhas, brinquedos, remédios e itens de beleza e bem-estar.

Portanto, é possível ingressar nesse segmento em regiões com elevada demanda, mas sem muitos estabelecimentos voltados aos animais. Uma boa dica para começar é ter um estoque que ofereça além do básico e conte com produtos de petshop exclusivos.

Assim, artigos como cerveja para cachorro e comedouros com sistema antiformiga e regulagem de altura são excelentes formas para elevar o nível competitivo. Outro ponto importante: vale lembrar que o setor não é feito somente de cães e gatos. Ou seja, você pode apostar em artigos para coelhos, tartarugas, peixes, porquinho-da-índia, calopsitas e muito mais.

Portanto, não há dúvidas de que o mercado pet é uma das melhores apostas para quem quer se dar bem como empreendedor. No entanto, vale aquela máxima de sonhar com os pés no chão.

Para isso, desenvolva um bom plano de negócios, com levantamento de custos, estudo da demanda, pesquisa sobre a concorrência e formas de encontrar bons fornecedores. Também é importante aprender sobre administração, finanças e contabilidade.

Ainda na dúvida se vale a pena? Então, enquanto pensa melhor sobre o assunto, que tal aprender gratuitamente alguns segredinhos do setor? É simples: baixe nosso e-book com dicas incríveis de gerenciamento. É só clicar no link abaixo:

GUIA DE GESTÃO PARA TER UM PETSHOP DE SUCESSO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *