Comprou uma calopsita? 5 dicas para iniciantes

Saiba quais os cuidados básicos que você precisa ter

A calopsita é uma ave doméstica, ou seja, ela dependerá de seu dono para muitas coisas. Dessa forma, é preciso que você conheça mais sobre esse gentil animalzinho. A seguir, daremos cinco valiosas dicas que toda pessoa que comprar uma calopsita precisa saber.

  1. Alimentação

Quando você comprar a sua calopsita, peça informações sobre como eles administravam a alimentação, pois qualquer mudança drástica pode ser perigosa. É indicado que você meça a quantidade do alimento que vá servir e deixar a disposição da sua ave, isso facilitará o controle do que ela consumir ou não. Se após 2 dias a ave não tiver comido nada, leve-a a um veterinário. Sobre a água, troque-a sempre que necessário, garantindo que esteja filtrada e fresca.

No início, os potes de comida e água devem ficar no fundo da gaiola, pois a ave não conseguirá subir em poleiros quando filhotes. Posteriormente, quando ela adquirir essa habilidade, os potes devem ser retirados da base da gaiola para que excrementos não os atinjam.

Importante: a gaiola deve ter grade no fundo para separar o contato da ave com os excrementos, par que a calopsita não tenha contato com jornal, que é tóxico.

 

  1. Higienização da gaiola

Para garantir a saúde da sua ave, você deve higienizar a gaiola de forma correta. Excrementos possibilitam a proliferação de bactérias nocivas a saúde das calopsitas e dos seres humanos. Então, aprenda como realizar essa limpeza.

 

Higienização diária

– Use uma esponja só para limpeza do viveiro e outra para comedouros e bebedouros;

– Limpe os poleiros, brinquedos com uma esponja úmida quase seca, para retirar resto de comidas ou fezes;

– Use o álcool 70% nos objetos e bandeja do fundo da gaiola;

– Troque os papeis do fundo da gaiola, lave comedouros e bebedouros;

– Evite usar substâncias ou desinfetantes comuns como água sanitária e outros, a maioria tem cheiro forte e ativos químicos irritativos ao sistema respiratório das aves.

Higienização quinzenal ou mensal

– Lave os comedouros e bebedouros e esterilize com água fervendo;

– Lave as bandejas e brinquedos com detergente neutro e esponja e deixe secar;

– Lave os poleiros em água corrente com detergente neutro, aplique vinagre e deixe secar ao sol. Com a esponja e o detergente, lave toda gaiola e deixe secar;

– Use um higienizador. Dilua-o, conforme indica o fabricante, coloque naquelas bombinhas de água que se usa em salão e aplique em toda a gaiola e deixar secar por um tempo. Aguarde umas horas para passar o efeito do cheiro e produto para montar tudo e colocar a ave de volta. Não utilize o produto nos comedouros, bebedouros e poleiros.

  1. Asas

Deve-se aparar as asas da calopsita para dar uma certa liberdade ao bichinho fora da gaiola, pois assim não existirá o risco de que ela fuja. Seus voos serão curtos e não oferecerão perigo a ave. Esse processo não oferece nenhuma dor ao seu pet e pode ser realizado por um veterinário, caso você não saiba executar.

Observação:Aparar só é necessário no início dos ensinamentos. Assim que o instinto de voo for controlado, você não precisa repetir esse processo.

  1. Acasalamento

O acasalamento natural das calopsitas acontece durante a primavera. Já as calopsitas criadas em cativeiro, podem se reproduzir durante todo o ano. A princípio os animais colocados juntos podem não despertar a atenção do outro, mas com o tempo isso pode mudar. Para que o acasalamento em cativeiro aconteça, os animais:

– devem ser saudáveis;

– não podem ter parentesco próximo (para que não exista o risco de descendentes com deformações e problemas de saúde);

– a fêmea deve ingerir ração especial por três meses antes do acasalamento;

– os animais escolhidos devem ter pelo menos 18 meses de idade.

Após a escolha do casal que irá reproduzir, coloque-os em uma gaiola separada e que tenha a caixa que serve como ninho (as medidas devem ser 23 por 28 por 30 centímetros, com abertura de diâmetro de 6 centímetros). Se a fêmea aceitar os avanços do macho, ela abaixará a cabeça e levantará a cauda, e dessa forma haverá a copulação do casal.

  1. Saúde

Alguns sinais devem ser observados para identificar algum problema de saúde em sua calopsita. Ao identifica-los, é importante que você entre em contato com o veterinário para que ele confirme o diagnóstico. Os possíveis comportamentos são:

– Aumento no consumo de água

Em média, essas aves ingerem uma colher de chá por dia. Estresse, tempo quente, aumento de atividade, alimentação dos filhotes, diarreia ou certos medicamentos podem fazer com que sua ave beba mais água. Além disso, doenças como como diabetes, doenças do fígado e rim, infecções urinarias também indicam esse comportamento.

– Aumento no apetite

 As possíveis causas são o aumento no gasto de calorias (exercícios, postura de ovos, filhotes), diabetes, vermes, problemas no pâncreas ou intestino. Em qualquer caso, havendo sinais de doença, procure um veterinário.

– Fezes

As fezes devem ser sólidas e tubulares, enroladas ou não, particionadas ou não. Caso apresentem odor forte, podem indicar infecções bacterianas.

 

Gostou desse post? Que tal deixar um comentário e ler mais sobre a alimentação da calopsita?

One thought to “Comprou uma calopsita? 5 dicas para iniciantes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *