dívidas organizadas

Organizar as dívidas: como melhorar a gestão do pet shop na crise

Com a atual pandemia do coronavírus e seu consequente abalo na economia, muitos empreendedores estão nervosos e até com dificuldades para dormir. Porém, em situações caóticas como a deste momento, pensar na solução de problemas é a melhor resposta, por mais difícil que seja. Assim, até mesmo para as questões psicológicas e emocionais, a busca para organizar as dívidas e superar a turbulência será de grande utilidade.

Afinal de contas, preocupação e desespero nunca ajudaram em nenhuma situação, não é mesmo? Aliás, geralmente, o excesso de angústia tende a agravar as circunstâncias que já são críticas. Mas então o que fazer diante de tantas incertezas?

Você deve concentrar esforços para manter o nível de vendas com um foco maior na internet e no atendimento delivery. Além disso, será preciso se concentrar em iniciar uma negociação de seus débitos e avaliar se é o caso de tomar empréstimos. Quer saber mais? Então confira nossas dicas para organizar as dívidas e contornar a crise! Acompanhe!

Quite os débitos com inteligência estratégica

Quanto mais cedo você começar a organizar as dívidas de forma racional, menores serão as chances de o passivo sair do controle. Por esse motivo, comece a estudar as datas de vencimentos dos seus principais compromissos. Depois, com base na queda de suas vendas até agora, analise se você vai precisar prorrogar seus prazos. Nesse caso, tente renegociar esses limites de tempo imediatamente.

Afora isso, já é possível criar um cronograma para redução de custos. Assim, com antecipação e prevenção, você evita contaminar a gestão financeira com a ansiedade. Confira algumas dicas práticas!

Seja realista diante da necessidade de empréstimos

Organizar as dívidas passa antes de tudo por priorizar o pagamento das despesas essenciais. Nesse sentido, veja quanto você vai precisar para honrar os compromissos com funcionários e fornecedores. Depois, providencie uma comparação deste valor com o ritmo atual de vendas. Se houver muita discrepância, talvez seja melhor um financiamento do que entrar no cheque especial ou simplesmente acumular calotes junto a parceiros e colaboradores.

Inicie uma pesquisa junto aos bancos com antecipação

Uma maneira inteligente de organizar as dívidas é se antecipar a elas. Por esse motivo, ainda que você não tenha certeza se um empréstimo valerá a pena, comece a pesquisar quais seriam as opções concretas para adquirir crédito junto a instituições financeiras.

Nesse quesito, caso você já tenha um bom relacionamento com um ou mais bancos, procure por essas empresas primeiro. Porém, não deixe de sondar outras alternativas. Assim, você consegue taxas de juros menores e prazos mais elásticos para a quitação.

Verifique eventuais restrições de crédito

Outra boa chance para organizar as dívidas é verificar suas eventuais restrições para obtenção de empréstimos. Ou seja, procure sanar problemas legais, de capital e outros que possam ser um empecilho na hora de um banco liberar dinheiro para você. Contudo, a boa notícia é que muitas instituições financeiras estão com regras mais maleáveis por causa da crise. Por isso, aproveite essas brechas!

Faça uma projeção adaptada para o fluxo de caixa

Recalcule a sua projeção de fluxo de caixa. Nesse contexto, use as referências de março, quando o isolamento social teve seu início. Assim, você conseguirá estimar o quanto as medidas de segurança já influenciaram seu negócio.

Com base nesses dados, obtenha uma previsão realista do faturamento, incluindo o pagamento de multas, juros e eventuais parcelas de empréstimos.

Mais uma boa alternativa é fazer um pente fino no patrimônio da loja para ganhar liquidez e respiro. Assim, pense se é possível se desfazer de veículos, equipamentos, computadores ou quaisquer outros bens que possam ser transformados em dinheiro de forma rápida.

Aposte na criatividade para dar sobrevida às vendas

Tenha cuidado para não ser tomado pela inércia. Em circunstâncias graves como as de hoje, muita gente acaba se deixando levar por aquele pensamento de que não adianta fazer nada.

Se você quer mesmo organizar as dívidas, não caia nesse equívoco. Em outras palavras, o momento é para intensificar as vendas online. Afinal de contas, mesmo com a permissão para abrir durante a quarentena, os pet shops vão ser afetados pela queda de movimentação das pessoas nas ruas.

Porém, a boa notícia é que o consumidor pet é muito fiel ao bem-estar animal. Assim, a maior parte dos tutores continuará comprando ração, remédios e outros serviços essenciais para seus filhos de quatro patas.

Veja algumas de nossas sugestões:

  • Coloque em oferta os produtos menos vendidos;
  • Faça promoção de combos para mercadorias que se complementam: ração e comedouros para gatos, por exemplo;
  • Reforce os contatos nas redes sociais: posts orgânicos e pagos, e-mail marketing e mensagens via WhatsApp;
  • Ofereça serviços de entrega de artigos na casa do cliente.

Portanto, organizar as dívidas é possível. Para que dê certo, troque a angústia e a preocupação por iniciativa, esperança e disciplina. Assim, você vai conseguir atravessar a atual tempestade com bem menos prejuízos ao seu negócio. Que tal guardar nossas dicas sempre com você? Então salve esta matéria em pdf!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *