gestao de Pet Shop financeira para enfrentar a crise

Gestão de pet shop: 3 dicas para contornar a crise!

Fazer a gestão de pet shop em cenários de calmaria já não é simples. Afinal de contas, são muitas as atividades envolvidas: controle de estoque, gerenciamento do fluxo de caixa, coordenação de funcionários, atualizações de mercado, investimento em propaganda etc. Contudo, em época de crise como a atual, esse desafio adquire proporções ainda mais complexas.

Por essa razão, os empresários do setor devem ser criativos e ágeis para mudar conforme os novos hábitos dos clientes. Embora os pet shops estejam autorizados a funcionar em muitos estados, como em São Paulo, os gestores precisam se preparar para a queda da circulação das pessoas nas ruas.

Ou seja, aquela necessidade que já existia de estar presente no meio online agora se transformou em algo crucial para enfrentar a pandemia. Por esse motivo, a gestão de pet shop deve reagir rapidamente para se adaptar à nova realidade. Quer saber mais? Então veja neste post 3 dicas incríveis para espantar a maré recessiva. Confira!

1. Aposte na criatividade para se reinventar

Mais do que nunca, a gestão de pet shop tem de direcionar os esforços para as iniciativas na internet, uma vez que as pessoas passarão mais tempo em casa. Nesse sentido, você deve criar maneiras diferentes para chamar a atenção do público nos espaços virtuais.

Uma ideia é fazer feiras de adoção online. Assim, você pode criar lives no Facebook para divulgar imagens de bichinhos de estimação disponíveis para serem adotados. Uma boa dica é fazer parcerias com ONGs. Desse modo, além de divulgar sua marca, você cumpre com a responsabilidade social.

Infelizmente, o medo do coronavírus já provocou o aumento de casos de abandono de animais em inúmeras localidades do país.

Mais uma maneira eficiente de obter destaque é criar um canal no YouTube com temas pet da atualidade. Por exemplo: um tutorial que ensine a fazer brincadeiras com cães em casa, a dar massagens relaxantes nos peludos ou simplesmente que ofereça orientações sobre adestramento.

2. Siga as recomendações das autoridades

Neste momento, para não perder clientes, será imprescindível conquistar a confiança do público em relação aos principais protocolos de higienização. Assim, continue seguindo as regras da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), da OMS (Organização Mundial de Saúde) e do CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária), entre outros órgãos envolvidos.

O CFMV, por exemplo, recomenda que os veterinários admitam em suas salas apenas um tutor por animal. Esse passo é importante para impedir aglomerações nas clínicas.

Além disso, a Vigilância Sanitária recomenda a aplicação de álcool 70 em cadeiras, mesas de apoio e maçanetas a cada novo cliente. Os ambientes também requerem limpeza periódica com água sanitária e amônia quaternária. Já os profissionais do ramo, tanto os técnicos como os veterinários, devem lavar as mãos e os antebraços com água e sabão por 20 segundos. Além disso, essa medida precisa acontecer antes e depois de qualquer procedimento. Para as operações médicas nos animais, já existem leis específicas de assepsia, que devem ser observadas com rigor ainda maior.

Funcionários de grupo de risco, como idosos e diabéticos, devem ser afastados do trabalho. Com essas medidas, você fugirá de situações de caóticas como a emissão de multas e as interdições que prejudicariam imensamente a gestão de pet shop.

Reforce as estratégias de delivery

Outro procedimento fundamental para enfrentar a crise é fortalecer as estratégias de atendimento delivery em sua gestão de pet shop. Nesse contexto, apostar nas vendas online é fundamental, uma vez que essa já era uma tendência antes da crise. Agora, o público terá mais motivos para utilizar a internet em suas compras. Afinal, muitos estão trabalhando conectados em home office. Veja a seguir algumas dicas para turbinar suas entregas:

3.1 Ofereça banho e tosa na casa do cliente

O serviço de banho e tosa delivery já tem feito sucesso há algum tempo. Isso acontece porque muitos animais ficam estressados nesse momento. Afinal, ter que lidar com água e estranhos ao mesmo tempo é algo difícil e assustador para muitos dos peludos. Agora, com a situação da Covid-19, essa experiência se tornou angustiante também para os tutores.

Nesse sentido, faça um bom planejamento e providencie um automóvel adaptado, que tenha reservatório de água e gerador de energia. Além disso, é necessário espaço para a banheira e equipamentos: secador, soprador e tosador. Para dar um toque a mais nos serviços, ofereça música para cachorro relaxar e brinquedos que distraiam o pet durante o procedimento.

3.2 Use a tecnologia a seu favor

Nesses tempos difíceis, a gestão de pet shop deve focar na personalização. Para isso, aposte na tecnologia. Assim, utilize softwares de armazenamento e cruzamento de dados para proporcionar ofertas customizadas.

Ou seja, se o cliente vacinou uma vez seu bichinho de estimação, cadastre os dados e receba alertas automáticos quando chegar perto da próxima dose de imunização. Dessa forma, você recorda o cliente do prazo. Além disso, você pode fazer o mesmo com os remédios de pulgas e carrapatos ou mesmo quando chegar um utensílio ou acessório apropriado para determinado pet.

3.3 Tenha sempre novidades

Outra dica é sempre ter novidades para fazer um contatos constantes com os consumidores, mas com boas justificativas de abordagem. Por exemplo: existem comedouros para os gatos especiais, feitos para caber os sensíveis bigodinhos do felino. Da mesma forma, é possível oferecer potes de ração com regulagem de altura para os cães de médio e grande portes. Assim, você chama atenção e desperta mais vontade no público de acionar os serviços.

Portanto, a gestão de pet shop não precisa ficar engessada e à mercê dos rumos da economia e da repercussão do coronavírus. Com criatividade e disciplina, é viável vencer as dificuldades e acompanhar as mudanças de comportamento dos clientes. Quer saber mais sobre o mercado pet? Então salve este PDF!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *